quarta-feira, 18 de maio de 2011

Quanto demora o tempo...


Tempo, tempo, tempo(...)Vens tão subtilmente, andas tão lentamente quando o desejo é que vás e tão apressadamente se te pedem para ficar.
A quem queres agradar?
Para onde queres levar-me?
Tempo que tudo transforma (...) És criado ou senhor, mágico, místico ou executor?
Nunca paras, nem retornas, sequer olhas ao teu redor... Ou passas transportando a dor, ou semeias alegria e amor...
Tempo, gerador da sabedoria, quanto mais tempo, maior o bom senso, inventor das horas, marcador de momentos, insensível à saudade, pacificador de tormentos. Flexível às limitações, (...) a cada tempo o seu tempo...
Se és senhor da razão, determina então, o prazo certo de vivermos cada emoção(...) Não a deixes alastrar-se onde não a controle o coração.
Tempo, tempo, tempo(...)Para onde queres levar-me?
Quantas serão as estações que ainda verei mudar?

Espero pelo Sol que aquece dias frios de solidão.
Pela primavera que nas flores traz perfume e cores que alegram o coração.
Espero mais chegadas, menos partidas, curativo para as feridas do longo caminho que é a vida, fim das vidas divididas. Espero suspiros de mãe agraciada com a volta do filho querido buscando em seus braços e abraços, colo, protecção e acolhimento.
Espero o fim da impunidade que gera dor e revolta aos homens de boa vontade.
Espero ter muita fé para me manter em pé, sem sucumbir à violência, à depressão e à desilusão.
Fé para amar e perdoar, continuar amando, sonhando e recomeçando.
Espero em Deus o despertar da esperança num amanhã mais fraterno, com menos dor e mais amor, mais solidariedade, menos desigualdade, mais poesia, paz e amor.
Espero pelo amanhã, outro dia.
Mas enquanto este incerto amanhã não chega, vivo o hoje, o presente e o agora!!!
Oh, tempo, que passas tão racional, sejas por um momento reflexível e passional, numa excepção é regra , realizes meu desejo, prolonga, nem que seja por uns breves instantes, os momentos de felicidade, de alegria, de sonho(...) deixa-me nestes dois dias de vida, fazer o que ainda não fiz, dizer o que ainda não disse, viver cada momento, pois cada segundo que passa é um milagre que não se repete!!!

p.s. Carpe Diem 










2 comentários:

  1. Para tudo há um momento e um tempo para cada coisa que se deseja debaixo do céu:
    Tempo para nascer e tempo para morrer,
    Tempo para plantar e tempo para arrancar o plantio,
    Tempo para matar e tempo para curar,
    Tempo para destruir e tempo para edificar,
    Tempo para chorar e tempo para rir,
    Tempo para se lamentar e tempo para dançar,
    Tempo para abraçar o tempo e tempo para evitar o abraço,
    Tempo para procurar e tempo para perder,
    Tempo para guardar e tempo para atirar fora,
    Tempo para rasgar e tempo para coser,
    Tempo para calar e tempo para falar,
    Tempo para amar e tempo para odiar,
    Tempo para a guerra e tempo para a paz
    (Sagrada Escritura - Antigo Testamento)

    ResponderEliminar
  2. é necessário dar tempo ao tempo...
    :D
    há tempo para tudo e tempo para quase nada..
    mas nesse pequeno espaço de tempo podemos alcançar a felicidade !!!
    muito obrigado

    ResponderEliminar